Entrevista – Pedro Neto

 

Poderíamos, definitivamente, utilizar a expressão “angariador de prémios” para definir o Pedro Neto. Num país onde se reivindicam oportunidades para os jovens talentos, a determinação e a crença são as palavras de ordem. E essas, são apenas duas das características, que contribuíram para prémios como o Bloom ou Jovem Designer 2015 e 2016. Atualmente os voos são mais altos e a arte inunda o seu espaço de co-working na Cidade Invicta – BOX32.

 

 

 

LC: Quando sentiste pela primeira vez que o mundo da moda fazia parte de ti?

Pedro Neto: Não me recordo de querer sequer outra profissão! Desde muito cedo soube bem o que queria ser e explorar. Houve, sem dúvida, uma grande influência por parte da minha família, ligada à indústria têxtil. Lembro-me de ver vestidos da Christian Dior e Christian Lacroix e ficar fascinado com os detalhes de cada vestido. Este é um dos principais motivos pelos quais a minha marca tem uma grande preocupação com os detalhes e a qualidade.

 

LC: Qual a tua peça de roupa favorita?

Pedro Neto: Poderia eventualmente selecionar uma para facilitar as coisas, mas a verdade é que todas as minhas peças são especiais para mim. Como foram todas criadas com sentimentos distintos, que faziam todo o sentido no momento da criação, não consigo escolher uma só. Todas são favoritas.

Continuar a ler

DIFERENÇAS ENTRE A PELE MASCULINA E FEMININA

Depois de ter aproveitado as férias para desgastar toda a cartilagem existente no meu joelho esquerdo (exagero feminino que não deixa de ser real), lá tive que fazer uma visita ao fisioterapeuta. O que fazer durante 30 minutos de espera quando já não temos dados no telemóvel? Que tal experimentar a magia das revistas fora de prazo dos halls de entrada? Na altura fez algum sentido na minha cabeça e digamos que, desta vez, por mais estranho que possa parecer, consegui tirar algum proveito/inspiração da dita cuja. Bastou que me fixasse numa publicidade de página inteira a um creme hidratante…. Vejam lá que me lembrei que nunca vos tinha esclarecido das diferenças entre a pele masculina e a pele feminina!! 

Será que este blog fez sentido até ao dia de hoje?? 😱 

Agora que já dei conta da falha e que estou disposta a corrigi-la, para que continuem a seguir o Le Charmeur, aqui ficam, as principais diferenças entre a pele dos homens e das mulheres:

 

Mais espessura

Calma, suas mentes perversas, estamos a falar de pele! A ciência diz-nos que a pele do homem é 15% mais espessa que a pele da mulher, tornando-a mais resistente aos fatores externos, como sendo o frio, o sol, a poluição, entre outros. Ponto a favor

 

Envelhecimento tardio

A pele masculina é indiscutivelmente mais firme que a do sexo feminino, pelo menos até aos 30 anos. Se já chegaram aos 30 relaxem, entre os 40 e os 50 anos a firmeza estabiliza.

Por outro lado, apesar de o envelhecimento chegar mais tarde, quando chega é mais acentuado – principalmente nas peles tendencialmente oleosas. Inclusivamente há estudos que demonstram que quando comparada a pele de dois indivíduos com a mesma idade (um homem e uma mulher), as rugas são mais pronunciadas no rosto masculino. Ponto a favor ou contra

 

Mais sebo

Se quiserem culpar algo ou alguém pelo facto de os homens terem uma pele mais gordurosa que as mulheres, culpem a testosterona. Ela é quem faz as glândulas sebáceas trabalharem com mais afinco a partir do momento em que entram na puberdade. A má notícia é que elas ficam super ativas até aos 45-55 anos e acabam por ser também responsáveis por muitas das imperfeições da pele. Ponto contra 

 

Mais suor

Resumidamente, os meninos transpiram mais das axilas e as meninas das mãos e dos pés. 😜

Os meninos transpiram com mais facilidade, uma vez que o corpo dá início ao processo a temperaturas menos elevadas e o suor masculino é também mais ácido (dá para sentir no ginásio!). Ponto contra, menos para quem prefere o suor das axilas ao chulé. 😂 

Continuar a ler

O que há de errado com a cara do Jon Snow?

Muito se especula sobre a célebre série Game of Thrones (GoT) e sobre o fim que será dado a Jon Snow, o bastardo de Winterfell. Esta personagem apaixonante, a quem Kit Harrington dá vida, é um verdadeiro sex symbol e não há alma viva que não saiba quem é o bastardo desde abril de 2011.

Curiosos acerca da hipnose que o Jon Snow lança sobre os fãs da série, o Le Charmeur decidiu analisar e avaliar o seu rosto, para descobrir o que há de errado com a fisionomia do ator. Aqui ficam as conclusões a que chegamos:

Se bem se recordam do post sobre Como escolher o Corte de Cabelo Perfeito, o tipo de rosto oval é o único que não necessita de ser corrigido – não tem assimetrias.

Como podem comprovar nas imagens apresentadas abaixo, o tipo de rosto de Kit Harrington é, sem sombra de dúvidas, redondo.

Se o rosto do Jon Snow é redondo, como é que ele consegue ser tão bem-parecido?

Muito fácil, aplicando todas as técnicas necessárias para parecer perfeito. E ser perfeito é criar a ilusão nos outros que o seu tipo de rosto é oval.

Se bem reparam, quando prende o cabelo, deixa-o ligeiramente mais alto na zona da testa, em vez de o pentear totalmente colado à cabeça. Este truque começa logo por criar a sensação de que o seu rosto é mais longo. Para além disso, nem mesmo o tipo de barba escolhido pelo bastardo é random! Notem que usa sempre a barba mais aparada nas laterais e mais pronunciada no queixo. Mais uma vez, a escolha gera sensação de profundidade. Esta opção aliada ao penteado e à genética dão origem a um aspeto irrepreensível.

Concluindo, como é que um gentleman tão bem-apessoado e inteligente, ao ponto de conseguir corrigir o seu aspeto físico, não entende que existem bases e corretores no mercado capazes de disfarçar ao milímetro aquelas cicatrizes?! Isso é o que há de errado com a cara do Jon Snow! Está visto que viver em Westeros deixa marcas. 😉